A Comissão Organizadora Nacional (CON) é responsável por coordenar, supervisionar e promover a realização da 2ª CNPDC. Dentre suas atribuições encontra-se ainda o contato formal com as autoridades afetas ao tema da proteção e defesa civil, visando a divulgar a 2ª CNPDC e a informar sobre o andamento de suas atividades.
Compete à CON mobilizar parceiros e filiados de suas entidades, órgãos e redes membros, no âmbito de sua atuação, para preparação e participação nas etapas preparatórias da 2ª CNPDC, atuar junto à Secretaria Executiva da CON, na formulação, discussão e na proposição de iniciativas referentes à organização da 2ª CNPDC.
Preside a Comissão Organizadora Nacional o secretário nacional de Defesa Civil do Ministério da Integração Nacional, Adriano Pereira Junior. Como secretário-executivo, a comissão conta com o diretor do Departamento de Minimização de Desastres da Secretaria Nacional de Defesa Civil do Ministério da Integração Nacional, Armin Braun.
A Comissão é composta por até 47 membros*, representantes dos seguintes órgãos e entidades:
 
I – Poder Público e Agentes de Defesa Civil:
 
  1. Secretaria de Estado de Defesa Civil do Distrito Federal;
  2. Coordenadoria Estadual de Defesa Civil do Pará;
  3. Coordenadoria Estadual de Defesa Civil de Pernambuco;
  4. Secretaria de Estado de Defesa Civil do Rio de Janeiro;
  5. Coordenadoria Estadual de Defesa Civil do Rio Grande do Sul;
  6. Coordenadoria Estadual de Defesa Civil de São Paulo;
  7. Secretaria de Estado da Defesa Civil de Santa Catarina;
  8. Coordenadoria Municipal de Defesa Civil de Viana/Espírito Santo;
  9. Coordenadoria Municipal de Defesa Civil de Campinas/São Paulo;
 
II – Poder Público Federal:
 
  1. Secretaria-Geral da Presidência da República;
  2. Ministério da Integração Nacional;
  3. Ministério da Justiça;
  4. Ministério da Defesa;
  5. Ministério das Relações Exteriores;
  6. Ministério da Saúde;
  7. Ministério das Cidades;
  8. Ministério de Minas e Energia;
  9. Ministério de Ciência e Tecnologia e Inovação;
  10. Ministério do Meio Ambiente;
  11. Senado Federal;
  12. Câmara dos Deputados.
  13. Ministério da Educação;
  14. Ministério do Desenvolvimento Social;
  15. Tribunal de Contas da União;
  16. Controladoria Geral União.
 
III – Sociedade Civil:
 
  1. Confederação Nacional dos Municípios– CNM;
  2. Associação das Vítimas das Chuvas do Dia 12 de janeiro em Teresópolis – AVIT;
  3. Movimento dos Atingidos por Barragens – MAB;
  4. Confederação Nacional das Associações de Moradores – CONAM;
  5. Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência – SBPC;
  6. Cáritas Brasileira;
  7. Rotary Internacional;
  8. Força Sindical;
  9. União de Negros pela Igualdade – UNEGRO;
  10. Fundação Abrinq;
  11. Cruz Vermelha Brasileira;
  12. Confederação das Mulheres do Brasil – CMB;
  13. CARE Brasil;
  14. Movimento Nacional de Afetados por Desastres Socioambientais -MONADES.
 
IV – Conselhos Profissionais e de Políticas Públicas:
 
  1. Conselho Nacional de Gestores Estaduais de Defesa Civil – CONGEPDEC;
  2. Liga Nacional dos Comandantes-Gerais de Corpos de Bombeiros – Ligabom;
  3. Conselho Federal de Engenharia e Agronomia – CONFEA;
  4. Conselho Federal de Psicologia – CFP;
  5. Conselho Nacional do Ministério Público – CNMP;
  6. Conselho Nacional de Justiça – CNJ;
  7. Três representantes do Conselho Nacional de Proteção e Defesa Civil - CONPDEC.
 
V – Comunidade Científica:
 
  1. Centro Universitário de Estudos e Pesquisas sobre Desastres da Universidade Federal do Rio Grande do Sul – UFRGS;
  2. Centro Universitário de Estudos e Pesquisas sobre Desastres da Universidade Federal de Santa Catarina – UFSC;
  3. Centro Universitário de Estudos e Pesquisas sobre Desastres da Universidade de São Paulo – USP.
 
*Em casos especiais e excepcionais, o Presidente da CON poderá convidar outros órgãos e pessoas que desempenhem funções pertinentes ao tema da 2ª CNDPC para participarem das reuniões da Comissão Organizadora Nacional.